Aurora da Rua - Só mais um site Sites da ASA

Quem Somos

Aurora da RuaNo mês de março de 2007, nos seus 458 anos, Salvador recebeu um presente especial: o  “Aurora da Rua”, um jornal de rua que dá visibilidade para aqueles que muitas vezes são pouco vistos e pouco ouvidos na sociedade. Uma publicação que trouxe pela primeira vez para o Nordeste o conceito de “jornal de rua”. Com uma tiragem de 8.000 exemplares, a publicação é vendida exclusivamente por pessoas em situação de rua. Além de servir de fonte de renda, o periódico é agente de reinserção social dos vendedores. Como seu nome indica, o impresso aponta para as auroras que existem nas ruas. Comercializado pelo preço de R$ 1,50, os vendedores ficam com R$ 1,00 desse valor. A quantia restante é usada para pagar os custos e manutenção da publicação.

 

A participação dos moradores de rua não está restrita à vendagem. Além de serem personagens do jornal, eles também contribuem ativamente na elaboração e na construção do conteúdo, através das oficinas de texto e de arte.

 

Você, leitor, tem a oportunidade de saber que o universo das ruas não se restringe apenas à dura realidade das praças, viadutos e calçadas, mas que também abriga beleza e criatividade, onde apenas enxergamos tristezas e dificuldades. Esta é, portanto, uma das metas do jornal: desvendar a Aurora que vem da Rua. Acenda essa Aurora, abrace esta ideia, compre o jornal!

 

Um jornal profético:
Ao ler o jornal, o leitor é convidado a um novo olhar sobre a rua e seu povo. O jornal espera provocar uma mudança de atitude no leitor. Não quer ser apenas veículo de informação, mas também agente de transformação de uma realidade desumana.

 

Um jornal de inclusão social:
Ao adquirir o jornal, o comprador participa de uma transformação da sociedade. Ele gera inclusão social. Não compra apenas um produto comercial, mas um produto social. Ele faz parte do projeto e sua fidelidade na compra do jornal garante o sucesso do projeto.

 

Conquistas do jornal

  • Mais de 300 assinantes distribuídos em 26 estados brasileiros entre os anos de 2007 e 2014
  • Premiação pelo projeto gráfico no 1º Salão de Design da Bahia
  • Filiação ao International Network of Street Papers (INSP), instituição internacional que reúne mais de 114 jornais e revistas de rua em 35 países, nos seis continentes.
  • Cofundador da Rede Brasil de Publicações de Rua em 2010.